Últimas

CORTANDO NA CARNE: Governo extingue mais de 17 mil cargos. Veja a economia.



O presidente da República do Brasil, Jair Messias Bolsonaro (PSL) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiram em Decreto publicado no Diário Oficial da União, cortar 17.508 cargos do executivo e 74,5 milhões de gratificações.

Entre os cargos extintos pelo Decreto 9.725, 2.408 são funções comissionadas, 14.981 são funções gratificadas e 119 cargos de diretoria.

A extinção de 12.408 destes cargos se efetivarão apenas no segundo semestre, os demais cargos deixam d existir imediatamente. Os extintos imediatamente são os mais onerosos, representam uma economia de 156,5 milhões.

LEIA EM O ESTADO: "Quero que este vídeo chegue ao presidente da República", diz policial civil da PB antes de se matar

A pretensão do Governo é economizar, entre a extinção de cargos e o corte de gratificações, 194,9 milhões de reais.

A medida causa impacto econômico positivo, mas há mais que isso pra se olhar. Quanto mais o Governo é pressionado a negociar cargos em troca de apoio político, mais ele "queima pontes". Cargos que seriam demasiadamente úteis em barganhas estão sendo extintos paulatinamente.

A economia é bem recebida, mas o ônus dela à forma tradicional de fazer política terá a mesma aceitação?

Por Eudes Santiago

Nenhum comentário