Últimas

Eduardo Carneiro sobre as escutas clandestinas: "quem está por trás disso?"


Um crime antigo, tanto quanto inescrupuloso, foi denunciado pelo vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba - ALPB, Eduardo Carneiro (PRTB), as escutas telefônicas clandestinas. O deputado disse haver uma rede utilizando a ferramenta ilegal para intimidar autoridades em todo o Estado.

O parlamentar relacionou as gravações com a evolução da Operação Calvário, que investiga desvios em hospitais da Paraíba pela Cruz Vermelha, dando a entender que se trata de uma "cortina de fumaça" para desviar as atenções e intimidar rivais políticos.

Uma das vítimas foi o prefeito da capital João Pessoa, Luciano Cartaxo, que teve os telefones de seus secretários, e até o próprio, grampeados. "Se fala em celulares suspeitos de grampos, escutas e até um sofisticado equipamento israelense gravando autoridades do executivo, legislativo e judiciário, clandestinamente", denunciou Carneiro.

LEIA EM O ESTADO: Senado quer fechar o cerco contra as candidaturas “laranja” e Daniela Ribeiro é a relatora do PL

“Isso é inadmissível. Recordo-me que na campanha ao Governo de São Paulo, o então candidato João Doria foi vítima de vídeos fraudulentos e montados que tentaram atingir sua honra. Aqui na Paraíba as suspeitas são que está ocorrendo pior ainda: os alvos são autoridades constituídas de todos os níveis. Há alguns dias distribuíram áudios fraudulentos através de e-mails e aplicativos de mensagens, que mais tarde foram publicados por alguns veículos de comunicação no estado”, disse.

O deputado só não disse quem operava a tal rede de escutas clandestinas, mas indagou em sua fala: “Quem está por trás disso? A Paraíba quer saber quem comanda a rede de grampos no Estado. Vamos acionar o guardião da lei para conhecermos quem está comandando essas tentativas de intimidação e cobrar punição aos culpados”, finalizou.

Da Redação com informações do Blog do Chico Soares

Nenhum comentário