Últimas

[VÍDEO] Cláudia admite ter pago propina diretamente ao marido da prefeita de Conde

Nanego Lira

A soltura de Márcia Lucena (PSB), prefeita de Conde-PB, através de liminar reprovada pela Procuradoria Geral da União - PGR, está longe de ser o fim da tenebrosa história criminal, digna de filme "hollywoodiano", na qual ela se meteu.

Parte da delação de Cláudia Cristina Camisão que veio a público em vídeo confirma que a campanha a prefeitura de Márcia em 2016 foi regada por dinheiro público desviado do "Hospital do Trauma" de João Pessoa, parte através de Daniel Gomes, então executivo da Cruz Vermelha, e parte através da Dimpi, empresa da qual Cláudia é sócia.

LEIA TAMBÉM EM O ESTADO PB:

O próprio Daniel afirma em delação premiada ter acordado um valor inicial de 100 mil reais pra campanha de Márcia, e Cláudia confirma que entregou 40 mil reais diretamente a Nanego Lira, marido de Márcia, no escritório da então Secretária de Administração do Estado da Paraíba, Livânia Farias.

"Eu ajudei a Márcia Lucena, na época era candidata, com 40 mil reais, entregues diretamente ao Nanego", confirma Cláudia. O acordo para tal propina ocorreu em setembro de 2016 durante um café da manhã no Hotel Nord Luxxor Tambaú, onde Livânia apresentou Cláudia a Márcia que, sem delonga, pediu dinheiro pra campanha à prefeitura de Conde.

LEIA TAMBÉM EM O ESTADO PB:

A médica, professora universitária e proprietária de uma fornecedora da Cruz Vermelha, Cláudia Camisão, decidiu apresentar-se voluntariamente ao Ministério Público para contar detalhes  da sua participação nos crimes da Organização Criminosa da qual a prefeita Márcia Lucena e seu marido, são acusados de participar.

Ainda tem muita água por rolar debaixo dessa ponte. 

ASSISTA TRECHO DA DELAÇÃO QUE FALA 
DA ENTREGA DA PROPINA A NANEGO



Da Redação, com Eudes Santiago

Nenhum comentário