Notícias

Conde avança em 4 projetos de lei: Metro+, Consórcio para compra de vacina, InvestConde e auxílio emergencial municipal

 

A Prefeita de Conde, Karla Pimentel, enviou 4 projetos de grande relevância para apreciação da Câmara Municipal na última quarta (17). 3 deles se relacionam direto a pandemia no novo Coronavírus e um quarto com o desenvolvimento da cidade através do Consórcio Metropolitano (Metro+).

São eles: A participação de Conde no Metro+; Integração ao Consórcio Nacional para a aquisição de vacinas; Instituição do InvestConde; E a criação do Programa de Renda Emergencial Temporária. Todos foram aprovados por unanimidade em Sessão Extraordinária na sexta (19).

Foram os resultados dos projetos de lei aprovados, por unanimidade, no último dia 19 (sexta), na Câmara Municipal de Conde, Cícero Leite. Resultado este que vai beneficiar à população de Conde, em tempos de pandemia, quando a situação requer um tratamento diferenciado por parte dos governantes. E a prefeita Karla Pimentel, de pronto, enviou à Câmara projetos dessa magnitude.


METRO+

Composto pelas cidades da Grande João Pessoa, o Consórcio pretende atrair investimentos de grande porte, unificar projetos de desenvolvimento, promover intercâmbio de serviços de saúde, tecnologia, compartilhamento de experiências sobre gerência ambiental, e compartilhamento de serviços. Com a autorização da Câmara, a cidade a participar da constituição


COMPRA DE VACINAS

2.601 municípios brasileiros, além de Conde, manifestaram interesse em aderir ao Conectar – Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, para compra direta da vacina contra a Covid-19. A participação do município é consignada a aprovação de suas respectivas Câmaras.


Conde está entre os 1.731 municípios que enviaram Lei autorizativa aprovada até o meio dia desta segunda (22) e seguem para constituição do Consórcio na segunda feira (29).


AUXÍLIO EMERGENCIAL

Os outros dois projetos aprovados estão relacionados ao desenvolvimento econômico da cidade, especialmente durante a Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) do Coronavírus, criando o programa Renda Emergencial Temporária, que foi aprovado em sua forma original, com duração de dois meses, podendo ser estendido caso perdure a Espin.

O programa vai beneficiar 150 famílias cadastradas na Secretaria de Turismo e no CadÚnico, com um valor de 150 reais.

"O município está criando uma alternativa para apoiar as pessoas", pontuou o vereador Daniel Júnior. "É uma iniciativa inédita, baseada em estudos de viabilidade e feita com responsabilidade". Em relação ao valor o parlamentar defendeu: "Não adiantava estar votando um auxílio maior, sem poder honrar o compromisso. É uma ajuda significativa para quem não tem nada".

O conjunto de ações do Executivo condense confirma o cuidado da gestão Karla Pimentel com os munícipes.

SECOMD

Nenhum comentário