Notícias

Aluguel Social atinge a marca de 95 famílias atendidas em Alhandra



A prefeitura de Alhandra, por meio da Secretaria de Ação Social, Cidadania e Habitação, garante a segurança habitacional às famílias em estado de vulnerabilidade no município de Alhandra, graças ao Aluguel Social. Em comparação com o mês de janeiro, o mês de junho, aponta crescimento de 60% na procura pelo programa social.

O Aluguel Social tem contribuído com muitas famílias, que devido ao momento de pandemia, estão em estado de vulnerabilidade habitacional, por não conseguirem recursos financeiros para pagar o aluguel.

Segundo dados apresentados, pela Secretaria de Ação Social, Cidadania e Habitação, 100 famílias são beneficiadas, inclusive aquelas que foram obrigadas a saírem de suas casas em áreas de risco.

Somente neste mês de junho a prefeitura de Alhandra destinou ao programa mais de R$25.000(vinte e cinco mil reais) para garantir a segurança habitacional dessas famílias.

“Estamos diuturnamente preocupados com a população de nosso município, e o Aluguel Social tem socorrido muitas famílias carentes. Estamos dando assistência social a cerca de 100 famílias com o programa neste momento. São pessoas humildes e carentes, como é o caso das famílias que estavam em áreas de risco e a Defesa Civil Municipal teve que retirar elas dessas áreas, pois a casa em que moravam corria o risco de desabar e incluí-las no Aluguel Social. Estamos aqui para servir a população prezando pela dignidade, a vida e a segurança habitacional”, afirmou Marcelo Rodrigues.  
                       
No início do ano, encontramos muitas famílias com dificuldades, pois estavam sem receber o Aluguel Social. Assim que ficamos sabendo do problema levamos ao prefeito de Alhandra, Marcelo Rodrigues, e prontamente ele solucionou e a prefeitura voltou a atender as famílias, inclusive o mês de aluguel que estava atrasado foi quitado pelo benefício”, afirmou a secretária de Ação Social, Cidadania e Habitação, Ruti Neri.

O Aluguel Social é destinado às famílias que estão em situação de vulnerabilidade temporária, falta de domicílio, quando da situação de abandono ou da impossibilidade de garantir abrigo aos filhos; da perda circunstancial decorrente da ruptura de vínculos familiares, da presença de violência física ou psicológica na família ou de situações de ameaça à vida; de desastres e de calamidade pública; de outras situações sociais que comprometam a sobrevivência.

Para ter acesso ao benefício, as famílias que atendem ao critério do programa devem procurar o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), com os seguintes documentos: comprovante de residência atual; comprovante de renda de todos os membros da família; carteira de identidade e CPF do familiar requerente.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Alhandra
Texto: Wagner Mariano
Foto: Ailton Cunha

Nenhum comentário